Ir para o conteúdo principal

Sistema Ocergs solicita que Estado crie e regulamente Pronampe RS para operacionalizar linhas de crédito emergenciais

O Sistema Ocergs solicitou ao governo estadual, nesta terça-feira (14), um decreto que crie e regulamente o Programa Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Pronampe) no Rio Grande do Sul. O objetivo é permitir que os agentes financeiros ligados ao governo gaúcho e cooperativas sejam contemplados no rol das instituições autorizadas a operacionalizar as linhas de crédito importantes para a reconstrução do Estado.

A medida é semelhante à adotada no ano passado pelo governo de Santa Catarina, por meio do Decreto nº 507/2024. Diante das perdas causadas pelas fortes chuvas em outubro de 2023, o decreto viabilizou que as instituições financeiras catarinenses disponibilizassem linhas de crédito aos empreendedores que precisaram reconstruir seus negócios.

No Rio Grande do Sul, as cooperativas de crédito têm a responsabilidade de fazer com que os programas de apoio à reconstrução cheguem a quem mais precisa. Presentes em 97% dos 497 municípios do Estado, as instituições devem ter um papel de liderança para auxiliar os associados que tiveram prejuízos com as últimas enchentes.

O Sistema Ocergs reúne 371 cooperativas de sete ramos de atuação: Agropecuário, Crédito, Saúde, Infraestrutura, Transporte, Consumo e Trabalho, Produção de Bens e Serviços. Juntas, essas cooperativas representam mais de 77 mil empregos diretos.